sábado, dezembro 12, 2009

'Safo': Antologia Grega

1. (7.489)

Eis as cinzas de Timas: morta pouco antes de casar-se,
Perséfone a acolheu em seu quarto sombrio.
Assim que ela morreu, as amigas, tão jovens quanto ela,
cortaram-se os cabelos com ferro afiado.

2. (7.505)

Menisco, pai de Pelagon, pescador, deixou-lhe na tumba
rede e remo, mementos de sua vida mísera.

Tradução: José Paulo Paes. in: Poemas da Antologia Grega ou Palatina. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

3 comentários:

Alana Morgana disse...

Tão bela era Safo! Culta e mulher e sexy, sedutora e encantava com seus poemas, sua música...A Deusa primordial estava nela, desde o mito de Pelasgos aonde a Deusa era maior e soberana.Homero conseguiu formalizar o seu patriarcado... Bela e culta era Safo!Independente e não subjulgada ao Patriarcado. Melhor era Safo em sua ilha do que ser subjulgada!

Maria das GRAÇAs RAZERA disse...

concordo plenamente.

Maria das GRAÇAs RAZERA disse...

Concordo plenamente. ela foi a ícone do helenismo na versão feminina.