quarta-feira, março 26, 2008

Teógnis: A melhor coisa

A melhor coisa
seria não nascer aqui no mundo,
nem contemplar jamais a luz do sol.
Se alguém nasceu, porém, melhor que viaje
para as portas da Morte, a toda pressa,
e estreitamente envolto pela terra
descanse em paz.

Tradução: Péricles Eugênio da Silva Ramos

Um comentário:

CamilaLopez disse...

Olá! Desculpe a demora... Fui verificar o tradutor daquela ode do Horácio e o nome do professor é Francisco Achcar. Aquela tradução parece estar no livro dele "Lírica e lugar comum". Porém, o livro é uma coletânea de traduções, ou seja, a tradução não é dele. Vou dar uma olhada no livro hoje e depois te dou mais informações. Sobre o poema de hoje - adorei. Quando se está num momento mais melancólico vem bem a calhar... rs Até mais